Artivismo, estética feminista e produção de subjetividade

Roberta Stubs
Universidade Estadual de Maringá, Maringá, PR, Brasil

Fernando Silva Teixeira-Filho
Universidade Estadual Paulista, Assis, SP, Brasil

Patrícia Lessa
Universidade Estadual de Maringá, Maringá, PR, Brasil

Diante da crescente serialização subjetiva e captura biopolítica dos corpos, das práticas estéticas e desejos, faz-se cada vez mais necessário pensarmos na expansão inventiva de nosso território subjetivo como forma de resistência e criação. É diante desse contexto de captura e docilização que recorremos ao feminismo pós-estruturalista, para pensarmos uma possível estética feminista enquanto força afirmativa que tanto desconstrói a ideia de sujeito/a e subjetividade tradicionais quanto produz outras figurações para os corpos e para as subjetividades. Nesse sentido, lançaremos nosso olhar para duas artistas paranaenses, Elisa Riemer e Fernanda Magalhães, para localizar, em seus trabalhos, um artivismo feminista que em um só tempo provoca a desconstrução e a construção de outras relações com os corpos, com as práticas e com a subjetivação.

Link: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-026X2018000200220&script=sci_abstract&tlng=pt