Artivismo – borrando fronteiras entre vida e arte

Vanessa Benites Bordin
Professora do curso de Teatro da UEA


Resumo: Neste artigo será abordado um dos conceitos chave que permeiam minha pesquisa a respeito da arte de caráter subversivo ou regulador do sistema: o artivismo. Este conceito contém como ideia fundamental romper com as relações entre arte e vida, criando a possibilidade de um espaço de discussão, onde o performer produz
sua arte a partir de suas convicções, sem que seu pensamento político esteja dissociado de sua prática artística.


Desta forma, para refletir a respeito de que maneira as ações artivistas podem acontecer em nossa sociedade, trago uma reflexão acerca da prática artística e política do artivista norte-americano Reverend Billy, que utiliza o humor e a bufonaria para denunciar as injustiças contra o homem na sociedade capitalista de consumo.

Link: http://www.revistazonadeimpacto.unir.br/2015_2_ARTIGO_ARTIVISMO.pdf